sábado, 8 de novembro de 2008

Os pitagóricos e os números

Pitágoras, nascido na ilha de Samos, viveu entre os anos 580 e 500 a.C.. Ainda moço, deixou sua terra natal e viajou durante muito tempo pelo Egito e Babilônia, tendo, provavelmente, chegado até a Índia. Durante suas viagens, adquiriu conhecimentos não apenas de Matemática, mas também de Filosofia, Astronomia e Religião. Mais tarde, estabeleceu-se em Crotona, na Magna Grécia, onde fundou uma escola, uma espécie de sociedade secreta, cujos membros, escolhidos sob critérios rígidos, deviam obedecer a regras inflexíveis. Eles passaram a ser conhecidos como pitagóricos.
Uma das principais características dos pitagóricos era o estudo da Matemática e da Filosofia. Acredita-se mesmo, que as palavras filosofia (que significa "amor à sabedoria") e matemática (que significa " aquilo que é aprendido") tenham sido criadas por Pitágoras e seus discípulos.
Os pitagóricos tinham por lema a frase "tudo é número". Para eles o universo era regido por números. Tão surpreendente era o fascínio que tinham pelos números que chegaram a criar uma espécie de mística numérica. Diziam eles:


  • O número um é o gerador dos números e o número da razão.
  • O número dois é o primeiro número par e feminino, é o número da opinião.
  • O número três é o primeiro número masculino, é o número da harmonia, sendo composto de unidade e diversidade, presente nos princípios ternários como a família (pai, mãe e filho).
  • O quatro é o número da justiça ou retribuição indicando o ajuste de contas.
  • O cinco é o número do casamento, união dos primeiros números feminino e masculino. Era o número do amor.
  • O número seis era o número da criação.

Para os pitagóricos, cada número tinha sua peculiaridade, mas o mais sagrado era o número dez, pois representava a soma de todas as possíveis dimensões geométricas. Um ponto gera as dimensões, dois pontos determinam uma reta de dimensão um, três pontos não alinhados determinam um triângulo com área de dimensão dois, quatro pontos não situados num mesmo plano determinam um tetraedro (pirâmide de base triangular) com volume de dimensão três. Esses números, que representam todas as dimensões, quando somados, dão origem ao número dez, considerado, por esse motivo, o número do Universo.

Adaptado de História da Matemática de Carl B. Boyer, Edgar Blücher, pp. 35 a 42, 1993.

Reis, Ismael. Fundamentos da Matemática V8, Editora Moderna, 1996.

0 comentários:

Postar um comentário